domingo, 11 de dezembro de 2011

Quinta dos Animais

'tás a fazer?
 'tou a fazer uma sesta.
@Alentejo, sob um sol abrasador.

17 comentários:

Fábio Martins disse...

Tonta, andas a ver Nilton a mais :)
Adoro a primeira fotografia, ficou muito bem fotografada

PIRII disse...

fantásticas.

o burrico é maravilhoso. apetece pegar nele e levar para casa.

Kaipiroska disse...

Obgda :)
A 1ª é o "típico" passarinho do Alentejo lolol

Fernando Santos (Chana) disse...

Duas belas fotografias...Espectacular....
Cumprimentos

Rute disse...

...terá o burro falecido com o calor tórrido do Alentejo?...é que parece que já está a olhar para o "outro mundo"...;)

* bonitas fotos, as duas

Kaipiroska disse...

Depois de um bocado o burro lá se levantou a muito custo :)

TR disse...

gosto das duas, mas a segunda é a minha eleita. Captas a temperatura circundante! Quase não precisavas de fazer referência ao "sol abrasador".

Mt boas!!

Kaya disse...

First image is amazing!!! Beautiful and very special face of a very young animal! Eyes and expression of the face is wonderful. I even wanted to touch him if he of course would allow to do that.

And a second picture is amazing also. I want to think this animal is alive and decided to take a rest.

Beautiful photo works!!!!

Kaipiroska disse...

Yes, Kaya, they are well alive. The donkey was just taking a nap under the sun.

Betty Manousos@ Cut and Dry disse...

fantastic macro!
lovely shots.

and thanks so much for following CUT AND DRY.

following your wonderful blog right back!

- Yvonaut -
Das sind Raphael und Yvonne
disse...

Funny pictures!
Ostriches have soooo beautiful eyes!

Greetings from Switzerland
Yvonne & Raphael

Geronimo disse...

mmmmmmmmm

SandraGaspar Photographia disse...

Fantásticas!

Dia - a - Dia disse...

Ah ah ah, lol.

PS- Ganda barriga, lol.

Roberto Machado Alves disse...

Duas belas fotos em dois momentos distintos. Parabéns.

Um abraço
Roberto, Rio de Janeiro

Lalockert disse...

Wonderful! Greetings from Norway :)

DUEL disse...

Cuando vivía cerca de la frontera iba mucho a Portugal. Nunca olvidaré la aldea de Carriçal, la subida a Monsanto...la belleza incomparable de Marvao y tantos y tantos sitios fantásticos.
Un abrazo